Loading

A Na Brasa chega aos 30 anos de história, completados em maio deste ano madura e com os olhos voltados para o futuro. Uma das churrascarias mais reconhecidas do Brasil, a NB construiu uma longa e consistente relação com os gaúchos atendendo em duas sedes, na Ramiro Barcelos e na Nilo Peçanha, em Porto Alegre. Não parou aí. Ultrapassou fronteiras e hoje tem forte atuação no mercado de São Paulo, onde conta com cinco restaurantes, um deles inaugurado em Campinas, em outubro de 2020.

- A NB Steak está completando 30 anos e mantemos nosso DNA de ser sempre uma empresa inovadora, que está à frente e se antecipando às tendências. Como a nossa trajetória sempre foi marcada pela inovação, nos sentimos desafiados a desenvolver novos produtos que se adequassem aomomento que estamos passando – afirma Arri Coser, presidente do presidente do Conselho do MDR Grupo, dono da rede de churrascarias NB Steak (na Brasa).

O começo desta caminhada não foi nada fácil. Em 1990, data de inauguração da primeira churrascaria, o Brasil elegeu um novo presidente da República, Fernando Collor, e a economia do país virou uma montanha russa. O governo abocanhou reservas dos brasileiros e limitou dinheiro do mercado. O impacto foi arrasador, mas com trabalho e o foco a NB permaneceu firme. Sempre com um claro objetivo: buscar excelência em um dos temas mais adorado pelos gaúchos, assar carne.

Em três décadas, três grandes crises precisaram ser encaradas. Essa primeira, logo na estreia. Depois, a grande crise de 2008, considerada por alguns economistas como a pior desde a Grande Depressão, com impacto direto nas empresas e nas rendas das famílias. E agora, em 2020, quando a churrascaria precisou ficar 61 dias de portas fechas – e depois abriu o delivery - por conta da pandemia.

Ao longo dos anos, o churrasco da NB foi ganhando sofisticação (sim, o rodízio pode ser elegante), com cortes de carnes diferenciados e novos acompanhamentos. Em 2004, a NB venceu pela primeira vez o prêmio de Melhor Rodízio da Cidade de Porto Alegre, concedido pelo júri da revista Veja Comer & Beber, fato que se repetiu outras nove vezes.

A relação de confiança entre a NB e seus clientes foi se consolidando a cada ano. A churrascaria passou a ser um lugar também de encontros e negócios. Algumas das contratações mais contundentes da dupla Gre-Nal foram fechadas acompanhadas de uma costela bem assada e cervejas geladas.

- Se o novo jogador ou técnico de Inter e Grêmio não almoçar ou jantar na NB, não terá sucesso – brinca Lemir Magnani, sócio fundador da NB, lembrando que grandes empresas também já fecharam grandes acordos nas mesas da churrascaria.

Em 2013, a Na Brasa mudou seu nome para NB Steak, quando Lemir Magnani firmou parceria com o empresário e churrasqueiro Arri Coser. Além da nova marca, uma das principais mudanças foi a migração do rodízio clássico para um menu degustação, permitindo que o cliente tenha mais comodidade na forma como é servido, sem precisar se deslocar durante a refeição. Uma grande transformação no mundo dos rodízios.

Mesmo com a pandemia, a unidade de Campinas, no interior de São Paulo, aberta em outubro, tem recebido um bom fluxo de clientes, sempre observando as normas de segurança. Em Porto Alegre, a sede da Ramiro Barcelos passou por reforma no bar e ganhou um empório para o cliente comprar os cortes de carne que está acostumado a consumir na churrascaria. Além das carnes, estão à venda vinhos e cachaças com a marca NB.

Fonte: Correio do Povo

https://www.correiodopovo.com.br/blogs/planodecarreira/nb-steak-tr%C3%AAs-d%C3%A9cadas-na-arte-de-assar-churrasco-1.539574

NB Steak: três décadas na arte de assar churrasco

Confira já outras notícias!

Experiência de Páscoa

Um kit com paleta de cordeiro (400g) acompanhada por molho de hortelã + farofa crocante + a salada ...